Como cuidar da saúde mental durante o intercâmbio?




Quando pensamos em intercâmbio, muito se fala em planejamento financeiro, destino ideal, entre outros tópicos mais técnicos relacionados à viagem. O que passou a ser pauta nos últimos tempos, e um dos principais pontos a ser considerado, é a saúde mental do estudante. Se preparar psicologicamente para o período é tão importante quanto o planejamento.


Ficar ansioso com o intercâmbio é normal, assim como a saudade de casa, além de alguns momentos de tristeza e insegurança durante o período, porém o aluno deve ficar atento na recorrência destes sintomas. Se qualquer um desses sinais esteja atrapalhando a vida do estudante, impedindo de frequentar as aulas, sair para eventos sociais, episódios de insônia ou, até mesmo, gerando outros problemas psicológicos como a síndrome do pânico, é hora de procurar ajuda profissional.



Mas como prevenir ou se preparar mentalmente para que estas questões não sejam um problema durante a viagem? Isso depende de cada aluno, afinal cada pessoa reage de formas diferentes em situações estressantes. O que recomendamos é, caso o estudante já faça acompanhamento psicólogo, tente continuar os atendimentos a distância, por vídeo chamada, por exemplo. Antes de embarcar, converse com o profissional sobre a situação e suas ansiedades, desta maneira a transição do intercâmbio ideal para a realidade fica mais fácil.



Mantenha-se em contato com a sua família e amigos do Brasil e não tenha medo de pedir ajuda caso seja necessário. Todo mundo está lidando com algo, pedir ajuda não te torna fraco. A solidão e as saudade de casa podem ser sentidas intensamente no intercâmbio, por isso, ao mesmo tempo que mantém contato com a sua rede de apoio brasileira, criar uma nova rede de amigos no novo país que está estudando é fundamental.



Os novos amigos estão passando pelo mesma situação que você, por isso é comum encontrar acolhimento entre eles. Não tenha medo de expressar seus sentimentos e falar sobre saúde mental com os demais. Faça atividades em grupo e que envolvam passeios ao ar livre e algumas horinhas de distração para fugir um pouco da rotina.



Outro ponto importante é saber quais recursos estão disponíveis para a saúde mental de cada país. É recomendável entender como cada local lida com o assunto e saber como procurar ajuda. Alguns países contam, até mesmo, com associações brasileiras de psicólogos. Vale a pena dar uma olhadinha no Google.



Busque uma vida saudável, afinal é normal que longe da família o estudante relaxe um pouco na alimentação e nos exercícios. Mas lembre-se: tudo no corpo está conectado. Todas as experiências devem ser mantidas em equilíbrio, desta forma a frustração e problemas com auto imagem diminuem. Crie uma rotina assim que a vida se estabilizar, definindo horários para as alimentações, para a prática de exercícios físicos e também para estudar.



Para alguns não saber se comunicar direito é um motivo de ansiedade. Ter alguma noção do idioma antes de embarcar pode ser um fator que ajude neste sentido. Tente aprender frases essenciais em canais do Youtube para diminuir a pressão sobre o assunto. Seja gentil com você mesmo e dê tempo ao tempo, afinal o intercâmbio é justamente uma ferramenta para aprender um novo idioma, está tudo bem se você souber apenas poucas palavras.



Não fuja dos seus sentimentos, é comum se sentir triste e frustrado e um pouco sozinho. Todos passamos por fases difíceis, por isso, caso necessário, tire um dia off para ficar na cama assistindo TV, só não deixe que isso se torne uma rotina.



Se mesmo com tudo funcionando, o estudante ainda se sinta pressionado ou mentalmente instável, é hora de buscar ajuda profissional. Paras estudantes que optam por um intercâmbio de longa duração, que pode ser estendido até quase dois anos, outra dica bacana é tentar visitar a família e quebrar este período. Desta forma é possível se reconectar com suas origens e relaxar o corpo e a mente.



Fatores como a escolha de uma agência de confiança, local ideal e qualidade de ensino oferecida podem gerar preocupações. Por isso, a NCI Intercâmbio só trabalha com os melhores parceiros e não mede esforços para oferecer o melhor serviço ao estudante. A experiência e o acolhimento da agência fará toda a diferença na sua viagem.


Não fique de fora, entre em contato com a NCI. Nosso time está preparado para cuidar de todos os detalhes do seu intercâmbio, para que você tenha condições de se preparar e ter a melhor experiência possível!


Por Joyce Silva


© 2019 por NCI Intercâmbio.  Todos os direitos reservados a NCI Intercâmbio.  CRO 611045