Como surgiu a cultura do Intercâmbio?

Updated: Dec 4, 2018



Ter uma experiência internacional de estudos é um sonho comum entre muitos brasileiros. A prática de imergir em outra cultura é, de fato, um divisor de águas na vida e na carreira de um estudante, não só no aspecto educacional, mas como formação humana: tolerância, flexibilidade, entre outros aprendizados que viver fora nos proporciona.


Segundo uma pesquisa elaborada pela Brazilian Educational & Language Travel Association (Belta), o número de estudantes brasileiros que fizeram intercâmbio entre os anos de 2003 e 2013 aumentou em torno de 500%.


O intercâmbio realmente é o objetivo de muitos estudantes em várias partes do mundo. Mas você alguma vez se perguntou quando essa prática começou?


Por definição, no dicionário, intercâmbio significa troca, permuta, relações de comércio

ou culturais, entre nações. Em Educação um intercâmbio ocorre quando um estudante passa de seis meses a um ano vivendo a experiência em outro país.


A NCI fez uma pesquisa e descobriu que essa experiência não é novidade no Brasil, especialmente se lembrarmos dos filhos de famílias abastadas que no decorrer de gerações sempre deixaram o país para estudar nas grandes capitais europeias.


No entanto, foi somente após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945)  que a ideia tornou-se popular – em consequência da urgência de promover o entendimento entre os países, após os horrores do conflito e a necessidade de demover antigas rivalidades.


Por conta disso, organizações internacionais como a Cruz Vermelha começaram a agir para mostrar aos jovens que eles deveriam respeitar e conhecer as diferenças entre os povos ao invés de combatê-las.


Dessa forma, o programa de Intercâmbio começou a ganhar força no início do século 20 nos EUA. Os jovens que trabalharam como voluntários socorrendo os feridos nas zonas de conflito, puderam, por meio desse contato, perceber que os medos e anseios de pessoas com origens diversas eram muito semelhantes.


Notaram, a partir daquela experiência, o quanto a imersão cultural vivenciada por eles no período da guerra em um país diferente havia sido enriquecedora para a aprendizagem sobre as outras culturas e costumes, permitindo a eles estabelecer laços afetivos com pessoas de várias nações.


E assim nasceu esse novo conceito de intercâmbio que conhecemos hoje, cuja vivência já mudou e ainda vai mudar a vida de muita gente que se arrisca em busca do novo.


Trata-se muito mais de ampliar a visão sobre o mundo e sobre si mesmo do que simplesmente aprender um novo idioma, é o que dizem os intercambistas de um modo geral.


A NCI Intercâmbio nasceu do sonho de estudantes que também arriscaram o certo pelo incerto para aprender o idioma e viver em outro país, portanto, acreditamos plenamente na transformação e no divisor de águas que uma experiência internacional representa na vida de um estudante.


Gostou de saber da origem do intercâmbio? Tem interesse em fazer um dos países atendidos pela NCI? Entra em contato com a gente.

Por Alessandra Leite

#nciintercâmbio #intercâmbio #irlanda #estudarnoexterior #aprenderumanovalingua

Encontrou algum erro? Por favor contate info@nciintercambio.com

© 2019 por NCI Intercâmbio.  Todos os direitos reservados a NCI Intercâmbio.  CRO 611045