Educação superior na Alemanha passa a ser um dos programas oferecidos pela NCI Intercâmbio



A NCI Intercâmbio não para de inovar e trazer opções diferentes para seus clientes! Desta vez, um país pouco convencional, acaba de ser incluído na lista de destinos oferecidos pela agência. E o melhor: para aqueles que sonham em se mudar de vez e construir uma vida no exterior, este é o lugar ideal! Estamos falando da Alemanha, um dos países mais importantes do mundo e que agora está precisando de profissionais qualificados.


A novidade foi trazida em primeira mão para os clientes que residem em Galway, na Irlanda, isso porque a sede oficial da empresa está localizada na cidade. Durante palestra

ministrada por Erik Fiuza, da Berlin School of Business and Innovation (BSBI), na última quinta-feira, dia 20 de fevereiro, foram apresentadas as oportunidades e vantagens de estudar na Alemanha.


Como todos os interessados não puderam comparecer, e sabendo que outros possíveis clientes podem se interessar em estudar no país europeu, o blog de hoje explica como se qualificar na Alemanha.


Para começar o que pode assustar logo de cara é o idioma. Para nós, que falamos português, o alemão pode soar pouco convencional e complicado, porém é neste momento que começam as vantagens. O curso será totalmente ministrado em inglês, para isso é preciso apresentar a certificação de proficiência no idioma. Para os que já vivem no exterior, como os alunos de Galway, o certificado não é nada difícil de alcançar.


Mesmo com o curso ministrado em inglês, para os que pretendem imigrar para Alemanha, o idioma natal da terra será crucial. Porém, aulas de alemão são proporcionadas gratuitamente no país e o aluno terá até três anos para atingir o nível intermediário, já que este é o nível exigido para a entrada do pedido do visto de permanência.



A BSBI oferece cursos de graduação, mestrado e doutorado, o que é bastante importante, uma vez que o país está em busca de profissionais qualificados para preencher as vagas de trabalho. Alguns motivos fazem com que a Alemanha seja um país bastante atrativo para profissionais qualificados nos dias atuais. Um dos principais fatores é o envelhecimento da população, fazendo com que não haja a quantidade de jovens necessários para manter o mercado de trabalho girando.


Outra vantagem de escolher o país, é que a economia local é fortíssima. Hoje a Alemanha ocupa o quarto lugar no ranking mundial e é a principal de toda Europa. Além disso, a taxa de desemprego do país gira em torno de 3,1%, ou seja, pode se dizer que, há mais trabalhos do que profissionais para executá-los.


Se você pretende imigrar para o país, a partir de março deste ano, uma nova lei passa a vigorar na Alemanha, facilitando a estadia de quem estuda no país. Sendo assim, caso opte por se especializar no local, há grandes chances desta estadia se estender para a vida toda, pois, como já dissemos, a Alemanha precisa de profissionais qualificados.


Para manter os profissionais trabalhando no país após o término do curso, a Alemanha permite que o mesmo aumente sua estadia por mais um ano e meio depois dos estudos. Neste período, o aluno tem tempo para achar um trabalho, que pode ser em qualquer área. Após os estudos, quando o aluno conseguir a proposta de emprego, basta entrar com o pedido da residência temporária, e o aluno já terá em mãos o seu visto de trabalho.Grande parte dos países desenvolvidos exigem que os alunos tenham uma empresa patrocinando o seu visto, neste caso, aplicando por um visto de trabalho para o aluno. No caso da Alemanha, devido a grande necessidade de profissionais, a Alemanha não exige que o aluno tenha um patrocinador, ou seja, a empresa não precisa aplicar por um visto. Se o aluno conseguir emprego na Alemanha, só se faz necessário comparecer ao Federal Foreign Office e solicitar a sua residência temporária.


Este processo é muito mais fácil comparado aos demais países como Irlanda, Reino Unido, ou até os Estados Unidos e o Canadá, que exigem que o emprego seja em uma área de formação específica, como os famosos Critical Skills e que o profissional enfrente uma longa fila de burocracia e análise por parte do governo. A Alemanha, na contramão, simplifica este processo e acelera a chances de permanência de estrangeiros qualificados no país.


Diferente de grande parte dos países da Europa e outro ponto muito atrativo é que na Alemanha, pessoas casadas com visto de estudos, podem trabalhar part-time no país e o seu parceiro pode trabalhar full-time. Ou seja, o estudante tem permissão de 20 horas semanais e seu(sua) companheiro(a) de 40 horas semanais, o que ajuda - e muito - na hora de fazer um pé de meia.


O trabalho part-time oferece uma ótima flexibilidade de horas, permitindo que alunos movam as horas não trabalhadas em determinada semana, para um semana futura, permitindo ao aluno trabalhar full-time em semanas que o aluno não trabalhou part-time. Por exemplo, se o estudante fez só 15 horas em uma semana, na próxima ele poderá fazer 25 horas, permitindo então a alocação das horas não trabalhadas, movendo-as para qualquer semana futura. Isto é ótimo para quem gosta de viajar ou em caso de enfermidades que impeça o aluno de cumprir as 20 horas semanais.

Estes são apenas alguns dos benefícios sobre a Alemanha.


Caso você tenha se interessado e queira saber mais sobre como é estudar na Alemanha, entre em contato com a NCI Intercâmbio e conheça as possibilidades e vantagens de estudar no país.

Por Joyce Silva



© 2019 por NCI Intercâmbio.  Todos os direitos reservados a NCI Intercâmbio.  CRO 611045