Intercâmbio para que?



Um dos melhores romancistas brasileiro, o escritor Érico Veríssimo, tem uma frase muito interessante “Na minha opinião existem dois tipos de viajantes: os que viajam para fugir e os que viajam para buscar.”


Já parou para pensar que tipo de intercambista você é?


Se você considera que existe um misto de sentimento, como: quero buscar muitas coisas, mas fugir de um outro tanto, saiba que você não está sozinho! Muitas pessoas têm o mesmo objetivo, basta você conhecer a história de quem já escolheu fazer intercâmbio.


Talvez essa seja uma grande oportunidade para concentrar-se e manter-se focado em seu propósito.


Imagine uma balança na qual de um lado está tudo o que você está buscando, todos os seus objetivos e do outro lado está tudo aquilo que você deseja esquecer. O lado que você der mais atenção é o lado que pesará mais e ocupará consequentemente a maior parte do seu tempo, e certamente interferirá no outro lado, que recebeu menos atenção.


Se resolver dar atenção e ocupar seu pensamento justamente com as coisas que está tentando fugir, pode entrar em uma enrascada. Pois quando menos esperar, perceberá que levou consigo tudo aquilo que gostaria que tivesse ficado.


O risco é você fazer do seu sonho de intercâmbio, algo não muito legal. Estará vivendo tudo aquilo que planejou da forma como sempre sonhou, mas não no melhor momento, por ter preocupações ou problemas que te impedem aproveitar ao máximo seu investimento.


Diante da mesma situação, se você der maior foco nas coisas boas que existirão, que o intercâmbio pode te proporcionar, cada vez mais enxergará oportunidades para que seja uma experiência incrível, mas para isso você precisa estar consciente e preparado.


Como posso fazer para saber se estou pronto para o intercâmbio?


Para fazer valer a pena seu investimento, analise sua vida como um todo e se o que te motiva a buscar for maior do que o que te motiva fugir, siga em frente! A psicoterapia pode ajudá-lo nesse processo como já conversamos em um outro post “O Intercâmbio Além do Planejamento”, lá você pode conferir algumas dicas.


Agora quero falar sobre aqueles que pensam em fazer intercâmbio para fugir de algo.

Consigo identificar dois grupos de pessoas, aqueles que decidem fazer intercâmbio para:


- Evitar que algo ruim aconteça; ou

- Interromper uma situação que está ruim.


Se você se encontra em algum dos dois grupos, pelo fato do intercâmbio ser um investimento tanto emocional, quanto de tempo e financeiro, você não pode errar, então sugiro que você reflita sobre alguns pontos:


- Quero fazer intercâmbio?

- Tenho condições emocionais e financeiras para fazer intercâmbio?

- Devo fazer intercâmbio?

- Esse é o melhor momento?


Fugir pode ser um caminho aparentemente interessante, mas é preciso cuidado, pois deixar de lado não significa resolver aquilo que precisa ser resolvido. Existem algumas situações que se resolvem sem a nossa intervenção, outras simplesmente não se resolvem e tem aquelas que pioram quando decidimos deixar para depois.



Conhecer os motivos que te levam a optar pelo intercâmbio é fundamental para que você amplie seu autoconhecimento, identifique se o intercâmbio está ligado ao seu propósito de vida, amplie sua consciência e se sinta preparado para lidar com as situações inesperadas que podem surgir no meio do caminho. A psicoterapia é um processo que poderá contribuir com essa fase da sua vida, antes, durante e após a tomada de decisão. Para isso, procure sempre a ajuda de um profissional!


Se você é aquele tipo de intercambista que está buscando algo, talvez aprimorar seu conhecimento em novo idioma seja seu foco principal, geralmente é.


Além de um novo idioma, pode vislumbrar outras coisas, como a qualificação profissional, novos amigos, o grande amor da sua vida, oportunidade de trabalhar para ajudar a se manter em outro país, novas paisagens, conhecer países vizinhos, visitar museus, viver em um clima diferente, experimentar novos sabores, ter acesso a coisas que no Brasil não consegue ter, entre outros motivos.


Se você é o tipo que viaja para buscar, quanta oportunidade você poderá fazer acontecer!


Quero aqui ressaltar o “fazer acontecer”, isso mesmo fazer acontecer, pois as memórias afetivas inesquecíveis que terá serão proporcionais ao tanto que você fizer acontecer.

É hora de você usar suas habilidades e experiência acumulada das mais diversas áreas da vida para fazer com que as coisas aconteçam e sejam inesquecíveis pra você.


Quando você opta por fazer algo vinculado a um propósito ou um sonho, tende a fazer o seu melhor para aquilo dar certo, faz com foco, atenção e se entrega de coração.


Desejo que você faça escolhas conscientes e alinhadas com seu propósito de vida, para sentir-se mais seguro e feliz.


Bom intercâmbio!


Luciana Vanini | Psicoterapeuta Comportamental | Orientadora Profissional | Consultora de RH | Coach

Atendimento presencial e online de adolescentes, adultos e casais.

Instagram | Facebook | Converse pelo WhatsApp


#nciintercambio #intercâmbio #estudarfora #morarfora #intercambioirlanda

Achou algum erro, por favor contate Info@nciintercâmbio.com

© 2019 por NCI Intercâmbio.  Todos os direitos reservados a NCI Intercâmbio.  CRO 611045