Irlanda incentiva o uso de bicicletas para trabalhar



Na Irlanda as bicicletas são bastante populares e consideradas um dos principais meios de transporte. Seja pelo preço - muito mais em conta que um carro -, pela praticidade ou pela prática de uma atividade física, os habitantes do país são incentivados a usá-las ao ponto de existir uma iniciativa do governo para isso. O projeto Bike to Work promove facilidades para os trabalhadores que decidem comprar uma bike com o intuito de trabalhar com ela.


Existem diversas regras para que o empregador se encaixe no programa.

Primeiro, todos os trabalhadores da empresa precisam ter acesso ao programa, dos executivos de alto cargo até os funcionários da base. As distâncias percorridas pelo ciclista devem estar dentro de um caminho determinado. Os custos por cada funcionário não devem ultrapassar o valor de mil euros.


Lembrando que a empresa não paga a bicicleta para o funcionário, ela age apenas como um facilitador neste caso, quem compra e paga é o próprio comprador, a diferença é que o valor será parcelado no pagamento. A maior vantagem é que ele não pagará impostos sobre o produto. É como se a empresa estivesse emprestando o dinheiro e o funcionário pagando a prazo.


Os valores devem ser quitados mesmo que a bicicleta seja danificada ou roubada antes do término das parcelas e em caso de mudança de emprego. As parcelas podem chegar até 12, dependendo da bicicleta e dos equipamentos adquiridos. Qualquer outra alteração, como troca de cargo ou de filial, durante o período das parcelas, deve ser discutida e acordada diretamente com o empregador.



Caso o empregador tenha interesse em participar do programa ele deve se cadastrar no site Bike to Work e assim que o funcionário solicitar o acordo para adquirir a bike, ele pega o voucher no site e fornece ao trabalhador. Este que irá até a loja finalizar a compra - ou seja é um processo em conjunto.


Para que a distância percorrida seja considerada válida para se adequar ao programa, o governo exige que o funcionário pedale por todo o caminho de sua casa até o trabalho ou pelo menos 50% da distância total. A bicicleta deve ser usada para trabalhar como principal função, mas seu uso é permitido para lazer e locomoção para outros locais que não sejam o ambiente de trabalho, no entanto, o equipamento deve ser para uso próprio e não de terceiros.



Alguns itens de segurança também podem ser adquiridos pelo acordo, contando que o total não ultrapasse o valor previamente estipulado. Capacete, pedais especiais, luzes de alerta, cadeados, espelhos, e até mesmo uma bicicleta a motor, entre outros itens. Dentro do programa não é permitido adquirir scooter, comprar parte ou peças para montar uma bike e bicicletas de segunda mão.


A iniciativa do governo busca tornar a população menos sedentária com a prática de atividade física diária e ao mesmo tempo combate as mudanças climáticas aceleradas pelo uso exagerado de veículos particulares para curtas distâncias.


Gostou da iniciativa? Quer andar de bicicleta nas ruas da Irlanda e se sentir super europeu? Não perca a chance! A Irlanda é um dos destinos oferecidos pela NCI Intercâmbio e você ainda pode escolher entre as cidades de Dublin, Cork Limerick e Galway qual tem mais a sua cara! Vem com a gente viver esta experiência!

Por Joyce Silva

#nciintercambio#nciintercambio #intercâmbio#intercâmbio #estudarfora#estudarfora #morarfora#morarfora #intercambioirlanda#intercambioirlanda #biketowork

Achou algum erro, por favor contate Info@nciintercâmbio.com

© 2019 por NCI Intercâmbio.  Todos os direitos reservados a NCI Intercâmbio.  CRO 611045