Já decidi qual intercâmbio eu quero, qual o próximo passo?

A decisão de fazer um intercâmbio envolve diversos sacrifícios. Ficar longe de pessoas queridas e residir, mesmo que temporariamente, em um lugar totalmente diferente do habitual é realmente desafiador.


Mas, agora que você decidiu realizar essa experiência super enriquecedora, o que fazer agora? Como prosseguir e se organizar para cumprir com esse compromisso de viver uma nova cultura, aprender um novo idioma ou apenas aproveitar um ano sabático? São várias etapas, mas relaxa que somos experts e podemos te ajudar com isso!





País de escolha


De acordo com a ONU (Organizações das Nações Unidas), existem 193 países por todo o globo terrestre. Escolher somente um para ser o seu destino de intercâmbio é um tanto quanto difícil. Mas, certas características podem te ajudar nessa decisão.


Pesquise sobre a cultura e estrutura dos países interessados. Dê atenção ao idioma local, culinária, se o país recebe muitos estrangeiros e pontos turísticos (até porque um fundo bonito é essencial para as fotos). Lembre-se que você passará bastante tempo naquele lugar, então deve ser o mais agradável possível para você.


Cidade que mais se parece com você


Você é daqueles que adora uma noite movimentada e cheia de novidades? Ou um lugar tranquilo lhe chama mais a atenção? É daqueles que funcionam melhor durante o dia? Você gosta de conhecer novas pessoas e fazer de cada dia uma experiência única??

Depois de escolher o país, é fundamental que você escolha a cidade que mais tem a ver com você e seus objetivos.


Na Irlanda, por exemplo, Galway é uma cidade pequena, mas excelente para estudar, conhecer gente nova e é bem animada pelo seu clima boêmio com lindos pontos turísticos como a Blackrock Beach e o Spanish Arch.


Existem outras cidades na Irlanda, cada uma com sua peculiaridade e você pode se aprofundar mais conferindo os 6 melhores destinos para fazer intercâmbio na Irlanda. Com certeza vai encontrar uma cidade que seja do seu jeitinho.


Visto


Para entrar no país, é necessário verificar os tipos de visto que são exigidos. Você deve verificar se deve aplicar o visto antes, ou seja, no seu país de origem, ou se aplicará no país de destino.


Cada país funciona de uma forma quando se fala em visto, então uma pesquisa aprofundada somente sobre esse assunto vale a pena ser feita.


O tempo também é um fator importante, pois de acordo com o período do seu intercâmbio, o seu visto pode variar. Na Irlanda, por exemplo, se você optar por um curso de inglês de 25 semanas, o seu visto te possibilitará trabalhar no país, o que é uma ótima oportunidade para fazer uma graninha, seja para ajudar nos gastos durante o período, viajar pela Europa ou simplesmente juntar dinheiro.


Avalie sua situação atual e, principalmente, o tempo e o seu objetivo naquele país. Também esteja atento aos documentos solicitados e aos prazos de cada um.


Trabalho no país


Trabalhar em outro país pode te ajudar, não somente para levantar uma grana extra, mas também conhecer mais a fundo os costumes daquele local. No ambiente de trabalho, você estará em contato com pessoas locais e estrangeiras de forma constante, aumentando assim a imersão na língua e cultura da região.


Se você possui objetivo de trabalhar em outro país, certifique-se se é possível realizar essa atividade de forma legal. E sim, existem países que permitem que estudantes possam trabalhar, mesmo que em horário reduzido durante o período de aula.

É importante que você se atente a isso para não sofrer com isso no futuro. Na Ilha Esmeralda, você pode trabalhar e estudar como estrangeiro e é bem simples disso acontecer.


Clique neste artigo e confira Como estudar e trabalhar na Irlanda.


Acomodação


A moradia é um dos fatores que devem ter uma preocupação a mais na hora de planejar seu intercâmbio. De país em país, a alocação para estrangeiros é diferente, então cabe a você, ou sua agência de intercâmbio, saber dessas informações para não ocorrer imprevistos desagradáveis.


Existem diversas formas de se acomodar. Mas, para tudo ocorrer da melhor forma possível, será necessário considerar como você é, sua situação atual e seus objetivos naquele país.


Você pode alugar um apartamento e morar sozinho. Você terá total privacidade e tudo ficará do jeitinho que você deseja. Por outro lado, pode ser um valor alto para custear um aluguel e todas as contas fixas e variáveis sozinho.


Morar com outras pessoas pode te ajudar nesse alto valor gasto por mês. Dividir o aluguel e as contas da casa com 2, 3 ou 4 pessoas pode folgar uma boa parte do seu dinheiro. Porém, como nem tudo são flores, pode ser que você não tenha tanta privacidade quanto gostaria, já que compartilhar a mesa de jantar, a sala e seu quarto com outra pessoa será algo frequente durante sua estadia.


As casas de família, ou homestay, são excelentes opções para quem busca uma acomodação rápida no país escolhido. A burocracia para se alugar uma casa ou apartamento é fortemente reduzida nesse modelo de acomodação. Aqui você ingressará numa família, convivendo diariamente com pessoas da região debaixo do mesmo teto e tendo a experiência mais próxima de um nativo.


Algumas agências e escolas oferecem acomodação estudantil para seus estudantes. Seria como uma república aqui no Brasil. Nessas acomodações, todos são estudantes e possuem diversas vantagens, como boa localização, mobília, wi-fi e até máquina de lavar inclusa no pacote.


Escola


Agora que você verificou todos os fatores acima, chegou a hora de você escolher onde vai estudar. Assim como no Brasil, você deve escolher o melhor lugar que consiga equilibrar dois fatores essenciais: valor e qualidade.


Ao escolher a escola, você deve se atentar à localização, metodologia de ensino, certificados de qualidade e o valor dela. Uma boa escola pode te proporcionar experiências inimagináveis e únicas. Será através dela que você desenvolverá seu aprendizado no idioma, conhecerá pessoas de todos os cantos do mundo e sentirá seu progresso em todos os sentidos.


É uma etapa crucial para uma melhor experiência. Para te ajudar nisso, fizemos um artigo listando tudo que precisa saber antes de escolher uma escola para estudar na Irlanda. Clique aqui e conheça todos os detalhes.


Agência


Uma agência de intercâmbio pode te ajudar a decidir qual é a melhor escola e cidade para você. Sabemos que planejar todas as etapas é um processo difícil e ter uma agência te auxiliando pode te ajudar e MUITO nesse planejamento.


Se o seu destino é a Irlanda, nós da NCI podemos te ajudar. Temos parcerias com 15 escolas pelo país e te auxiliaremos em todas as etapas que passamos, desde a seleção das escolas no país até os documentos necessários para realizar o intercâmbio.


Fale com um de nossos consultores clicando no banner abaixo e agende uma consulta. Estamos ansiosos para te receber aqui na Ilha Esmeralda.