Oito motivos para fazer seu intercâmbio na África do Sul

Atualizado: 4 de Dez de 2018


Imagens: Pexels

A fase de decisão do local do intercâmbio é uma das mais difíceis enfrentadas pelo futuro intercambista, já que há muita coisa a se pensar, começando pela adaptação ao local, passando pelo clima, as pessoas, a comida e o um dos principais: o investimento. Hoje a NCI Intercâmbio apresenta um destino ainda pouco procurado pelos brasileiros, a África do Sul e aponta uma série de porquês o intercâmbio no país será inesquecível.


1 - O valor da moeda

Se além de aprender o novo idioma a prioridade do intercambista for a economia, a África do Sul é super indicada. Com o valor do Rand (moeda local) desvalorizado em relação ao Real, o preço final fica mais baixo em relação aos demais países como Irlanda (Euro), Inglaterra (Libra) e Estados Unidos (Dólar), que possuem moedas mais caras que a brasileira. Com a moeda mais barata o intercambista tem a oportunidade de explorar mais lugares e ter mais luxos. Comer, beber e até mesmo algumas comprinhas ficam mais acessíveis para os brasileiros no país sul africano. Além de ampliar as possibilidades de viagens para locais próximos e paradisíacos.


2 - O Clima ameno

A primeira vantagem é que as estações do ano são as mesmas que a do Brasil, o que já torna a adaptação mais fácil. O Clima do país é mais ameno e muito próximo com o brasileiro. Na Cidade do Cabo, a capital do país, as temperaturas no verão chegam aos 27°, o tempo costuma ficar seco e firme nesta estação. Já o inverno chega com os dias mais chuvosos do ano, derrubando a mínima para 7°, mas nada de neve ou ventanias, assim como o nosso inverno é comum que ter dias mais quentes e que a temperatura suba até os 20° durante a tarde. Com o clima bom e a temperatura da água do mar variando entre 16° e 22°, o lugar ideal para o intercambista curtir os dias off é a praia, já que o país conta com quase 3 mil km de litoral.


3 - Paisagens de tirar o fôlego

Com o litoral enorme o que não falta no país são praias, e tem opções para todos os gostos, que vão de surf até um ambiente mais familiar. Em Clifton há quatro das principais praias do país, todas elas são separadas por pedras e são nomeadas com os números de um a quatro, cada uma atraindo um tipo de público. Então é escolher uma delas e não esquecer o protetor solar!


Outra atração à parte é o sol, a Milnerton Beach é o lugar ideal para curtir o pôr do sol. A praia tem um farol de 21 metro, outro ótimo ponto turístico para visitar. Dependendo do tempo, a praia fica toda em tons de laranja e vermelho, proporcionando uma visão única para quem está admirando a paisagem. Para completar, o viajante ainda pode conhecer o Table Mountain National Park. No parque você encontra o Cabo da Boa Esperança, localizado a 50Km da Cidade do Cabo. Este é o ponto exato onde os Oceanos Índico e Atlântico se encontram, a vista do local é de tirar o fôlego. No mesmo parque o não tão conhecido Cape Point é tão espetacular como o anterior e ainda abriga o farol mais luminoso do mundo.


4 - Explorando a vida Selvagem

Como se as praias não fossem suficiente, o destino ainda oferece uma vasta opção de natureza e vida selvagem para ser explorada pelos aventureiros. São diversas opções de safari, os mais conhecidos são oKruger National Park com uma área de 20.000 km2, sendo umas das áreas mais amplas de preservação do mundo. No parque os visitantes podem se deparar com 517 espécies de pássaros, elefantes, girafas, leões, hipopótamos, rinocerontes e outros animais que vão te transportar diretamente para o Rei Leão. O segundo principal safári é o Pilanesberg Game Reserve com área de 572 km2, o local é o resultado da última erupção de um vulcão adormecido há 1,200 milhões de anos, a área é única com diversas pedras e formações geológicas. A reserva conta com menos animais que o Kruger National Park, porém também têm leões e outros grandes mamíferos africanos.


5 - Praticando esportes radicais

As praias e os animais não são aventura suficiente, então que tal mergulhar com tubarões brancos? E a melhor parte com 100% de segurança. Gansbaai o local indicado para o mergulho fica só há duas horas de carro da Cidade do Cabo e os corajosos passam 20 minutos no tanque com os tubarões. Já em Plettenberg Bay é possível saltar de bungee jump da ponte mais alta do mundo, são mais de 200 metros. Há outras opções urbanas em Joanesburgo de saltos mais baixos, chegando até 100 metros. Se você preferir aproveitar o mar ainda mais, é possível optar por surfar em uma das praias do país, o esporte é extremamente popular e a África do Sul tem o clima ideal para esta aventura.


6 - Não é necessário visto até três meses

Para estudar inglês na país não é necessário visto, caso seu intercâmbio tenha o prazo máximo de até três meses. Isso quer dizer que muita dor de cabeça pode ser evitada neste processo, já que não será preciso entrar com o pedido de visto pelo Brasil, nem preencher formulários e também torna o intercâmbio ainda mais barato. Caso o intercâmbio seja estendido por mais tempo, ainda no Brasil é necessário entrar com o pedido de visto, que custa em média R$ 200,00, mesmo com a obrigatoriedade do visto, o valor continua mais baixo e outra vantagem: você conta com o auxílio da NCI para saber todos os documentos solicitados pelo visto.


7 - A hospitalidade do sul africanos 

A Cidade do Cabo é conhecida pela gentileza de seu povo. É comum encontrar pessoas dispostas a conversar pelas ruas e pacientes com os não nativos na língua inglesa. Os intercambistas relatam não ter dificuldades em fazer compras ou ter acesso ao transporte já que os sul africanos estão dispostos a ajudar. Com toda a hospitalidade é mais fácil fazer amigos e treinar o inglês durante atividades simples do dia a dia, como passear nos museus ou conhecer as belas paisagens locais.


8 - Expanda seus horizontes trabalhando como voluntário Diversas escolas oferecem a parceria de estudos e trabalhos voluntários, que auxilia e incentiva o estudante a ajudar a comunidade durante o período do intercâmbio. A experiência pode ser enriquecedora para todos os envolvidos. A princípio o intercambista se aproxima da cultura local e de quebra consegue treinar o seu inglês fora da escola.

Os programas de voluntariado visam melhorar a sociedade sul africana, diversas ONGS contam com a ajuda de voluntários para manter o seus projetos funcionando, por isso a missão requer comprometimento dos envolvidos. O tempo mínimo, costuma ser de duas semanas e pode se estender por até seis meses. As áreas oferecidas são várias entre elas, animais selvagens, assistência social e desenvolvimento esportivo.

O trabalho duro é recompensado com o aprimoramento da língua e o conhecimento de diversos sotaques, mas, muito além disso, grande parte dos estudantes retornam para casa com a sensação de dever cumprido e com o prazer de ter ajudado a comunidade.


Qual dessas razões te deixou mais empolgado para conhecer a África do Sul? Já foi até o país, passou por essas experiências e quer contar para gente como foi? Deixa uma mensagem aqui no nosso blog!! Agora se você quer viver tudo isso de perto, entre em contato com a NCI Intercâmbio, nós oferecemos o destino em questão e vamos te auxiliar em tudo que for necessário para que sua viagem para a África do Sul seja a mais perfeita possível.

Por Joyce Silva

#nciintercâmbio #intercâmbio #africadosul #capetown #estudarfora #cidadedocabo

Encontrou algum erro? Por favor contate: info@nciintercambio.com

© 2019 por NCI Intercâmbio.  Todos os direitos reservados a NCI Intercâmbio.  CRO 611045