Segundo idioma passa a ser uma exigência para o crescimento profissional

Atualizado: 4 de Dez de 2018



Quantos idiomas você fala? Já parou para pensar qual a importância de um segundo idioma na sua vida e carreira? Falando em uma segunda língua, a primeira que vem a cabeça da maior parte das pessoas é o inglês. Grande parte dos brasileiros ainda não fala nada de inglês. Segundo dados da Revista Exame apenas 5% dos brasileiros falam o idioma e  quando o assunto é fluência total na língua o número caia para 3%. Porém, há muito tempo o inglês deixou de ser um diferencial e passou a ser uma exigência para a maior parte das empresas.


Considerando que hoje o inglês é a segunda língua mais falada no mundo e o principal idioma para negócios não saber falar nada em inglês pode afetar diretamente a carreira profissional. Estima-se que em dez anos toda as vagas de gerência no Brasil exigirão inglês, hoje o número já passa de 60% das vagas. Uma pesquisa feita pelo site de empregos Catho mostra que os fluentes passam a ter um salário 52% maior que os que não tem conhecimento no idioma.


Este cenário está prestes a mudar, dados da Belta (Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio), apontam que neste ano o número de brasileiros procurando uma educação no exterior cresceu em 23% em relação a 2017.  São 302 mil estudantes que estão fora de casa com o principal objetivo de atingir a fluência em um segundo idioma.


Uma das melhores formas de conseguir desenrolar qualquer língua é a imersão total, e sendo assim o intercâmbio passa a ser a maneira mais rápida e prática de aprender o inglês. Um fator importante para desmistificar o intercâmbio é a necessidade de um nível avançado do idioma já no Brasil, países como Irlanda e África do Sul que possui um povo extremamente hospitaleiro e gentil, são a prova que mesmo sem saber uma palavra no idioma é possível se virar bem no começo, e aprender bastante em pouquíssimo tempo.


Se engana quem pensa que esta experiência pode ser vivida apenas pelos mais jovens, o número de pessoas na faixa dos 40 que buscam a vivência no exterior sobe cada dia mais. Não há idade certa para aprender uma nova língua, por isso é comum durante o intercâmbio dividir a sala de aula com pessoas de diversas idades.


E lembrando que é o intercambista que determina o tempo que vai passar na localização, para pessoas mais ocupadas e que precisam de uma rápida noção do idioma, um intercâmbio de férias de um mês pode ser a melhor opção, já para os que estão dispostos a passar mais tempo fora o período pode aumentar para três ou seis meses.


Outro grupo que necessita do inglês são os acadêmicos, seja para a publicação de artigos e pesquisas, para apresentações em congressos ou até mesmo para os que sonham em aplicar para uma bolsa de pós-graduação ou mestrado no exterior. No caso, de graduações no exterior o nível de inglês exigido passa a ser muito elevado, quase impossível de se conseguir sem a imersão no idioma exigido.


Seja para estudos, trabalho ou apenas para curtir um tempo fora é melhor procurar quem entende do assunto para te auxiliar nesta etapa e ter certeza que vai dar tudo certo. A NCI Intercâmbio oferece diversos destinos como Irlanda, África do Sul, Malta, Escócia e Estados Unidos para desenrolar de vez o inglês e não esquecer mais. Além de viver uma aventura para a vida toda!

Por Joyce Silva

#intercâmbio #irlanda #africadosul #malta #estadosunidos #nciintercambio #estudarfora #estudante #intercambista

Encontrou algum erro? Por favor contate: info@nciintercambio.com

© 2019 por NCI Intercâmbio.  Todos os direitos reservados a NCI Intercâmbio.  CRO 611045